As almas do purgatório podem interceder por nós?

As almas do purgatório podem interceder por nós?

Por Danilo Gesualdo

É muito comum ouvirmos sobre duas realidades relacionadas às almas do Purgatório: uma diz de um tipo de devoção, no sentido de que se reze por essas almas; e uma outra na intenção de pedir que essas almas intercedam por nós aqui na Terra.

Essa é ainda uma temática bem discutida por alguns teólogos, mas não me parece ser um assunto mal resolvido para Santo Tomás de Aquino. E é na visão dele que me apoio para falar um pouco sobre isso.

1. Função das almas do purgatório

Para entender a função das almas do Purgatório na Criação, é necessário entendermos um pouco o que, de fato, é o Purgatório.

Dentro da Teologia católica, o Purgatório é uma realidade na qual as almas precisam se submeter para serem purificadas antes de suas entradas para o Céu. No Céu, só entram, realmente, as almas dos santos, daqueles que morreram em estado de graça e santidade! Se assim não for, será necessário um certo tipo de purificação antes da entrada no Céu.

Assim nos diz o Catecismo católico:

Aqueles que morrem na graça e na amizade de Deus, mas imperfeitamente purificados, estão certos da sua salvação eterna, todavia sofrem uma purificação após a morte, afim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do céu” (Catecismo da Igreja Católica, §1030).

E a Tradição nos diz ainda o seguinte, sobre o Purgatório:

A Igreja chama de Purgatório esta purificação final dos eleitos, purificação esta que é totalmente diversa da punição dos condenados. A Igreja formulou a doutrina da fé relativa ao Purgatório, principalmente, nos Concílios de Florença (1438-1445) e de Trento (1545-1563)“(§ 1031).

 

Portanto, aqueles que estão no Purgatório estão certos de sua Salvação Eterna! Não há mais a possibilidade de, estando no Purgatório, serem condenados ao Mal Eterno.

São João Paulo II, quando ainda Papa, nos ensinou o seguinte a respeito da salvação das Santas Almas:

Mesmo que a alma tenha de se sujeitar, naquela passagem para o Céu, à purificação das últimas escórias, mediante o Purgatório, ela já está cheia de luz, de certeza, de alegria, porque sabe que pertence para sempre ao seu Deus.” (Alocução de 3 de julho de 1991; LR n. 27 de 7/7/91)

 

Dessa forma, entendido o que é o Purgatório, vamos compreender o que uma Santa Alma do Purgatório pode fazer a nosso favor.

Se as Almas do Purgatório estão ali para serem purificadas, certamente se encontram numa posição mais privilegiada que nós aqui na Terra; há um objetivo específico, portanto, para elas estarem naquele estado; e por isso não estão em situação de interceder por nós na Terra, mas sim de receber a nossa intercessão por elas.

 

2. Se elas já estão salvas e só precisam se purificar, não poderiam rezar por nós?

Para isso precisamos entender como é que as nossas orações e necessidades chegam até os Santos no Céu.

Sabemos que os Santos não são Oniscientes nem Onipresentes, pois essas são características intrínsecas de Deus, na qual possui todo o saber e está presente em todos os lugares. Se os santos não sabem de todas as coisas e não estão presentes em “todos os lugares”, como é que eles ouvem as nossas orações?

Todas as nossas orações, pedidos e súplicas chegam ao único Mediador junto ao Pai Eterno, que é Jesus Cristo; e diante daquilo que chamamos de Comunhão dos Santos, é possível que eles tenham acesso ao pedido que estamos fazendo a eles. É como se os nossos pedidos chegassem até Jesus e, dessa forma, como num espelho, fossem refletidos para o conhecimento dos Santos. É dessa forma que todos os nossos pedidos chegam a esses Santos. Isso porque eles já têm essa visão beatífica de Deus.

No Purgatório, as Almas que lá se encontram não possuem ainda essa visão beatífica de Deus; não possuem, portanto, a capacidade de “enxergar” os nossos pedidos que chegam ao Céu, e por isso não conhecem aquilo que estamos pedindo.

O que pode acontecer com essas Almas é rezarem por nós de maneira geral, impulsionadas pelo amor à nós, por seus familiares, aquilo que chamamos de caridade universal; porém, ainda assim elas não tem acesso direto aos nossos pedidos, ainda que por reflexo (como os Santos).

Certamente, nada impediria também que Deus manifestasse a elas, de algum modo, as nossas preces, fosse por inspiração interior, por meio dos nossos anjos da guarda, e até mesmo por meio de outras Almas que chegam ao Purgatório e que conheciam as nossas necessidades enquanto vivas aqui na terra.

 

3. Benefícios para as almas 

O que é certo, ao se tratar do tema das Almas do Purgatório, é que as nossas orações, sufrágios e ofertas cheguem como benefícios a essas Almas, livrando-as ou amenizando os seus tormentos ou ainda abreviando o seu tempo no Purgatório. E aí sim, diante da realidade destas Almas que estão recebendo estes benefícios através das nossas orações, não há inconveniente nenhum que elas, movidas por essa gratuidade, peçam a Deus por essa pessoa que está rezando por elas e que, de certa forma, estão aliviando os seus sofrimentos no Purgatório; ainda que ignorem em absoluto quem sejam essas pessoas aqui na Terra ou quais sejam suas reais necessidades.

Esta é a mensagem básica apresentada na Teologia católica, a respeito das Santas Almas do Purgatório e de sua intercessão por nós. 

Deus abençoe você!

 

Fonte: https://blog.cancaonova.com/livresdetodomal/almas-purgatorio-podem-interceder-por-nos/

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram